Ir para o conteúdo

Prefeitura Nova Serrana - A cidade que mais cresce em Minas
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Legislação
ARRASTE PARA VER MAIS
INTERAÇÃO
Curtir
Anotação
Marcação
BUSCA
Expressão
EXPORTAÇÃO
Código QR
Baixar
Compartilhar
COLABORE
Reportar Erro
QRCode
Acesse na íntegra
DECRETO MUNICIPAL Nº 67/2020, 17 DE JUNHO DE 2020
Em vigor

DECRETO Nº 067/2020

Dispõe sobre reabertura gradual de restaurantes e lanchonetes durante emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo coronavírus COVID 19, no âmbito do Município de Nova Serrana/MG.



O PREFEITO MUNICIPAL DE NOVA SERRANA (MG), no uso de suas atribuições legais, especificamente pelo disposto no artigo 90, VII da Lei Orgânica Municipal e,



CONSIDERANDO o disposto na Lei Federal n. 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de Saúde Pública de importância internacional decorrente do Coronavírus responsável pelo surto de 2019;


CONSIDERANDO a necessidade de retorno das atividades econômicas em Nova Serrana;


CONSIDERANDO que compete ao Município legislar sobre assunto de interesse local;


CONSIDERANDO a Decisão Judicial expedida nos autos nº 5001187-25.2020.8.13.0452, proferida em 17 de junho de 2020;


CONSIDERANDO a importância da adoção de medidas de prevenção ao contágio do novo coronavirus – COVID 19;


CONSIDERANDO que o êxito na prevenção e controle do Novo Coronavírus depende do envolvimento da sociedade em geral;


CONSIDERANDO o acompanhamento e monitoramento do avanço da doença Covid-19 causada pelo Coronavírus (SarS Cov-2);


CONSIDERANDO o êxito logrado até o momento no enfrentamento a pandemia com as medidas adotadas pelo Comitê de enfrentamento ao Coronavírus no município de Nova Serrana;


CONSIDERANDO o número de leitos ocupados, taxas de ocupação de leitos e números de infectados no município de Nova Serrana;


CONSIDERANDO a necessidade de avanço na flexibilização de mais algumas atividades no município de Nova Serrana;


DECRETA


Art. 1º Fica autorizado, a partir do dia 22 de junho de 2020, a reabertura gradual de restaurantes e lanchonetes, observadas as medidas de prevenção ao contágio do Novo Coronavírus – COVID 19 e, no mínimo, as seguintes determinações:




I - O horário de funcionamento permitido será de 06:00 às 21:00 horas;


Para casos onde as empresas possuam atividades secundárias bares, ficam suspensas estas atividades, devendo restringir as atividades somente para restaurantes e lanchonetes.


II – Não exceder 40% da capacidade máxima de lotação;


Fica o estabelecimento responsável pelo controle de fluxo de clientes em seu interior e também na sua sala de espera ou mesmo na entrada do estabelecimento a fim que se evite aglomerações.


III – As mesas deverão ter a ocupação máxima de 2 cadeiras;


IV – Espaçamento mínimo de 2 metros entre mesas, observado o seguinte:


Nos casos onde haja mesas coletivas, deverá obedecer ao espaçamento de dois metros entre os ocupantes;


Não será permitido a junção de mesas ou criação de mesas coletivas que excedam a capacidade acima de dois ocupantes.


V - Para atendimento em balcão, manter demarcações e distanciamento de 2 metros entre os ocupantes;


VI - Utilização de máscara que cubram toda a boca e nariz, protetor facial e luvas por todos os funcionários do estabelecimento;

VII – Somente será permitida a retirada da máscara pelo cliente que estiver sentado em sua mesa, durante seu trânsito pelo estabelecimento o mesmo deve permanecer utilizando a máscara;


VIII – Disponibilização de álcool em gel 70% para clientes e funcionários em pontos estratégicos do estabelecimento;


IX – Os utensílios devem ser lavados em máquinas de lavar louças (temperatura de lavagem entre 55ºC e 65ºC e temperatura da água de enxágue entre 80ºC e 90ºC) e, quando não, devem ser lavados com detergente específico para este uso e finalizados com sanitizante (como o álcool 70%);


X – Disponibilização de talheres embalados individualmente para o cliente;


XI – Limpeza com álcool 70% das mesas, cadeiras e demais objetos sempre que houver a utilização pelo cliente e/ou funcionários; bem como a troca de toalha das mesas a cada uso;


XII – Em casos onde seja adotado o sistema de selfservice, o mesmo deverá obrigatoriamente ter protetor salivador em suas ilhas e estações de selfservice, disponibilização de luvas plásticas para utilização pelo cliente, devendo o estabelecimento se responsabilizar por garantir que todos os clientes estarão utilizando mascaras e luvas enquanto o cliente estiver se servindo ou ainda disponibilização de colaborador para servir as refeições aos clientes.


Obrigatório a desinfecção das mãos com álcool em gel 70% antes colocar as luvas descartáveis;


Obrigatório organizador de filas ou marcações no chão direcionando os clientes, seguindo a recomendação de distanciamento de 2 metros;


Obrigatório a presença de um colaborador ou informativo em tamanho amplamente visível informando sobre a importância de lavar as mãos ou utilizar o álcool em gel 70% antes de se servirem e a importância de não conversarem enquanto se servem;


XIII – Em todos os ambientes do estabelecimento, deverá ser preservado o distanciamento mínimo de 2 metros entre os clientes com demarcações no chão e isolamento de equipamentos que estejam com proximidade menor que a estabelecida;


XIV – Intensificação das rotinas de limpeza no estabelecimento;


XV – Fica proibido a colocação de mesas e cadeiras nos passeios dos estabelecimentos;


XVI – Fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas nos estabelecimentos enquanto estiver em vigor este decreto;


XVII – Manter o ambiente interno ventilado, deixando portas, janelas e similares abertos durante todo o horário de funcionamento.


Art. 2º A fiscalização deste Decreto será realizada pela Vigilância Sanitária do Município, Guarda Municipal e os fiscais da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio.


Art. 3º O descumprimento das determinações deste decreto poderá acarretar as seguintes sanções:


I – Sanções penais, previstas nos art. 268 e art. 330 do Decreto-lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal;


II – Cassação do alvará de funcionamento;


III – Interdição do estabelecimento;


IV – Multa de 50 a 5.000 UFPNS.


Art. 4º Este DECRETO entrará em vigor na data de sua publicação.


REGISTRE-SE, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE.

Nova Serrana (MG), 17 de junho de 2020.




EUZEBIO RODRIGUES LAGO

Prefeito Municipal

Autor
Executivo
* Nota: O conteúdo disponibilizado é meramente informativo não substituindo o original publicado em Diário Oficial.
Minha Anotação
×
DECRETO MUNICIPAL Nº 67/2020, 17 DE JUNHO DE 2020
Código QR
DECRETO MUNICIPAL Nº 67/2020, 17 DE JUNHO DE 2020
Reportar erro
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Seta
Versão do Sistema: 3.1.1 - 05/07/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia